Avalie este item
  • 0.00 / 5 5
(0 votes)

Crédito: The New York Public Library on Unsplash

Você sabia que acabamos de entrar em dívida com o planeta Terra? Em 29 de julho ultrapassamos o limite da extração de recursos naturais anual. E fizemos isso em pouco mais de seis meses, tempo recorde. O cálculo foi divulgado pela Global Footprint Network, organização internacional de pesquisa, que levanta esses dados desde 1970. A data ficou conhecida como Dia da Sobrecarga da Terra e é estipulada todo ano. De acordo com eles, estamos consumindo 74% mais rápido do que a natureza é capaz de regenerar. O motivo de essa data chegar cada ano mais cedo é o aumento da população e do consequente consumo desenfreado.

Pegada Ecológica                     

Pesquisadores chamam de Pegada Ecológica o tamanho da área necessária para produzir os recursos e absorver resíduos de determinada população. Dentro desse cálculo, 60% dessa área é consumida apenas para absorver a emissão de dióxido de carbono (CO2). Ou seja, estamos emitindo esse poluente mais rápido do que somos capazes de nos livrar dele. Esse gás é um dos grandes responsáveis pelo “efeito estufa”. Ou seja, o excesso desse elemento na atmosfera causa o superaquecimento do Planeta, desregulando nossa biodiversidade.

Consequências

Essa sobrecarga que causamos no nosso ecossistema pode ter consequências graves. A falta de água potável e o excesso de CO2 na atmosfera, são apenas algumas delas. Não por acaso, é cada vez mais comum nos depararmos com grandes secas, furacões e incêndios ao redor do mundo.

Soluções

Segundo estimativa feita pelo Banco Mundial, se seguirmos assim, em 2050 serão necessárias três Terras para suprir nosso consumo. Mas, de acordo com a ONG WWF, se postergarmos anualmente o Dia de Sobrecarga da Terra em 5 dias, em trinta anos décadas voltamos a respeitar os limites do planeta. É comum nos deixarmos levar pela rotina e não nos atentarmos que na realidade não temos recursos em abundância. Acreditamos que seja possível reverter esse cenário apenas revendo alguns hábitos, como por exemplo:

  • Atente-se a sua produção de lixo: recicle o que possível, faça compostagem e comece a se atentar às embalagens;
  • Diminua o consumo de dióxido de carbono andando mais a pé, ou de bicicleta, abastecendo o carro com etanol, ou até mesmo fazendo um esquema de carona;
  • Consuma água e eletricidade com mais consciência;

No nosso site você pode encontrar uma seleção de produtos capazes de tornar a sua rotina mais consciente de forma descomplicada. Também publicamos em nosso blog algumas dicas de como investir em atitudes sustentáveis e diminuir o nosso impacto no meio ambiente. Fique ligado!

Artigo anterior O que você precisa saber sobre a Poluição Industrial?
Próximo Artigo Floresta Amazônica: como você pode ajudar?

Deixe uma resposta