Avalie este item
  • 0.00 / 5 5
(0 votes)

Crédito: Unsplash/Samara Doole

Você se considera realmente consciente quando o quesito é economizar água? Muita gente nunca se deu conta, mas não utilizamos água apenas para suprir necessidades básicas de higiene e hidratação. Também fazemos uso indireto desse recurso essencial à vida quando comemos, dirigimos e até mesmo quando nos vestimos. Para analisar melhor essa situação, levantamos a pegada hídrica de alguns produtos que consumimos com frequência cotidiana.

A Pegada Hídrica

O termo pegada hídrica foi criado em 2002 pelo professor e fundador da instituição Water Footprint Network (WFN), Arjen Hoekstra. Nada mais é do que a métrica da quantia de água gasta em determinados processos. Dessa forma, é possível medir a pegada hídrica do consumo pessoal de um indivíduo, da fabricação de um único produto, ou da atividade de uma indústria inteira.

A WFN disponibiliza em seu site oficial cálculos dos gastos de cada produto. A produção de uma única maçã exige 125 litros d’água, aproximadamente o que o brasileiro gasta durante um dia inteiro. Um quilo de açúcar refinado requer cerca de 1780 litros de água. Um quilo de chocolate tem uma pegada hídrica de 17 mil litros, considerando a produção de todos os insumos utilizados. Enquanto isso, um quilo de carne bovina exige 15,5 mil litros de água. A produção de uma calça jeans gasta incríveis 5,1 mil litros de água, desde a plantação do algodão, até a confecção.

A partir destes cálculos podemos avaliar se nossos hábitos estão realmente de acordo com nossa consciência ecológica. Esses dados também permitem que indústrias repensem sua forma de produção. Segundo dados divulgados pelo IBGE em 2018, foram gastos 3,2 milhões de hm³ de água nas atividades econômicas realizadas no Brasil em 2015. Isto equivale a 3,2 trilhões de metros cúbicos.

Faça a sua parte

Portanto, economizar água pode ir além das ações cotidianas, como não se demorar no banho, ou na descarga, e não deixar as torneiras abertas enquanto escovar os dentes. Listamos algumas dicas de como você pode controlar também o consumo indireto de água:

  • Levando em consideração que 1 quilo de carne gasta 15,5 mil litros de água, diminuir o consumo semanal de carne pode ser uma forma de economizar. Você pode começar instaurando a #segundasemcarne. A ideia é promover uma mudança de hábito de consumo sem causar uma mudança drástica.
  • Aposte na agricultura familiar, que produz considerando o uso sustentável dos recursos, inclusive da água;
  • Opte por marcas de roupas que promovam uma produção sustentável;
  • Reaproveite e promova trocas de bens entre amigos, o que é também uma economia financeira;
  • Repense sua forma de consumir como um todo, pois tudo o que usamos requer uma quantidade considerável de água.

Afinal, mudanças sutis podem ter um impacto enorme, especialmente se perdurarem até as próximas gerações. Para ficar por dentro de mais dicas sustentáveis que você pode aplicar no seu dia a dia, fique ligado nas nossas postagens semanais. Confira também nossa seleção de produtos práticos e ecologicamente corretos!

 

Artigo anterior ICMBio comemora seu 12º aniversário
Próximo Artigo Conheça algumas iniciativas que vão restaurar sua fé na humanidade

Deixe uma resposta